Área Médica
Atendimento online via chat exclusivo para médicos
Fale Conosco
Rua Santa Clara, 240
Sorocaba/SP
TEL: (15) 3233-7925 / 3231-1614
contato@arteformulas.com.br

Notícias

Você conhece sua pele?

A pele

O que é e para que serve?

A pele é o maior órgão do corpo humano; representa 15% do peso corpóreo. Por ser o único órgão em contato direto com o meio externo, funciona como barreira a também serve de comunicação entre o ambiente externo e interno, protegendo o ser humano de injurias externas, regulando a temperatura e mantendo o organismo em equilíbrio.

Como é cosntituida?

É cosntituida de 3 camadas de tecido, que de cima para baixo são denominadas:

Epiderme – sua superfície tem sulcos e saliências e sua espessura varia de acordo com os segmentos corpóreos, de 0,2mm na região dos olhos a 2 mm nas palmas das mãos e plantas dos pés a epiderme é composta de 

Células de queratina chamadas queratinocitos, que nascem em sua porção inferior, duplicam-se até se desidratarem, morrerem e descanarem nas camadas superiores, constituindo a chamada córnea.

Células de pigmento chamadas melanocitos. A relação entre o numero de melanocitos e queratinocitos é igual em todas as raças. A cor da pele é determinada principalmente pela quantidade de pigmento denominado melanina, que é produzida pelo melanocitos. Depende, também, de outros fatores genéticos raciais e ainda do conteúdo sanguíneo dos vasos. 

Derme – estrutura densa constituída de fibras colágenas e elásticas, substancia fundamental e vasos sanguíneos; tem principalmente 2 funções: sustentação e nutrição da camada superior. Sua espessura varai de 1mm a 4 mm. 

Hipoderme -  composta basicamente de gordura, com espessura variável nas diferentes localizações anatômicas conforme o sexo; confere também sustentação e tem como principal função o equilíbrio térmico.

Nascendo na derme e subindo com seus orifícios até a epiderme, temos as glândulas sudoríparas e sebáceas, que produzem suor e oleosidade. 

As glândulas sudoríparas, que produzem o suor, são de 2 tipos:

Écrinas – dispersas em toda a superfície da pele e em quantidade nas plantas das mãos e plantas dos pés, bem como nas axilas. 

Apocrinas – situadas nas axilas, mamas e regiões ano genitais e ainda modificadas nos ouvidos. 

As glândulas sebáceas, que conferem oleosidade à epiderme, situam-se me toda a superfície corpórea, exceto nas regiões palmo-plantares.

Os pelos são outra estrutura que tem sua origem na derme, constituídos também por células queratinizadas (células mais superficiais da pele, responsáveis pela descamação), produzidas pelos folículos. Os pelos estão associados as glândulas sebáceas, as quais sofrem a ação dos hormônios, crescendo de maneira distinta nas diferentes localizações anatômicas dos diferentes sexos. Constituem um dos principais caracteres de diferenciação sexual.

As unhas são lâminas de queratina dura que recobrem as últimas falanges dos dedos, tenso a função básica de proteção. São constituídas pela matriz ou raiz que se localiza na dobra da pele, pela lamina sobre o leito ungueal e pelas bordas laterais e livre.

Possuímos, ainda na pele, estruturas nervosas responsáveis pelas sensações do tato, da temperatura e da dor, que estão intimamente ligadas ao sistema nervoso central. 

Essa mágica harmonia existente entre todos os seus componentes, órgãos internos e meio ambiente, faz da pele um espelho do corpo. As variações, em qualquer um de seus inúmeros componentes, permitem à pele apresentar grande número de doenças. 


Quais as funções da pele?

Proteção – A pele é o manto de revestimento do organismo, indispensável à vida, sendo responsável pelo isolamento dos componentes organismos internos, protegendo o organismo contra as perdas de agua, eletrólitos, proteínas e outras substancias.

Termorregulação - Através do suor, contração e dilatação e dilatação dos vasos, a pele tem capacidade de controlar a temperatura do corpo. 

Percepção – Através da rede nervosa, funcionamento em perfeita harmonia, a pele conte receptores sensitivos de calor, frio, dor e tato.

Secreção – a secreção sebácea é importante na manutenção da camada córnea, evitando perda de agua e eletrólitos, bem como limitando a entrada de agentes externos. A oleosidade tem ação antimicrobiana e contem substancias precursoras de vitamina D.

Proteção contra raios ultravioletas – feitas através das unidades epidermo-melânicas, produtoras e distribuidoras de melanina na epiderme.

Proteção imunológica – a apele é considerada, hoje em dia, um órgão imunológico de grande importância, onde atuam componentes de imunidade humoral (feita por produção de anticorpos), e celular. 


Fonte: 

• SAUDE - ENTENDENDO AS DOENÇAS, KAUFFMAN, PAUL, HELITO, ALFREDO SALIM DE, Ano:  2007. Editora: NOBEL